Médico voluntário falece em abrigo: História do profissional do Espírito Santo que foi para o RS

广告位火热招租中

Em meio à catástrofe climática que assola o Rio Grande do Sul, o médico Leandro Medice, de 41 anos, que atuava como voluntário auxiliando as vítimas das enchentes, morreu na madrugada de segunda-feira, 13, em São Leopoldo, no Estado gaúcho. Natural do Espírito Santo, ele estava desde domingo, 12, na região. A principal suspeita é que tenha sofrido um mal súbito.

Médico atuando como voluntário auxiliando as vítimas das enchentes

Pelo mal súbito que chocou a comunidade local

Por meio das redes sociais, o Instituto Medice comunicou a morte do profissional. “Nosso querido Dr. Leandro veio a falecer, vítima de um mal súbito. Ele estava no RS na missão humanitária em prol das vítimas das enchentes desde ontem (domingo). Em breve, traremos mais detalhes sobre o velório e enterro”, publicou.

Quais serão as consequências para a missão humanitária?

No perfil, o instituto cita que atua com transplante capilar, estética avançada, medicina chinesa e nutrologia. Medice era especialista em tratamento capilar.

Missão Humanitária

Qual era a especialização de Leandro Medice?

Ainda na madrugada de domingo, Medice fez um vídeo para descrever qual seria a sua missão no Rio Grande do Sul, em apoio a população gaúcha.

Qual era a mensagem deixada por Medice antes de sua morte?

Além da ida de Medice ao Rio Grande do Sul, o instituto também se mobilizou para organizar a coleta de donativos na clínica de estética localizada na Rua Henrique Moscoso, 90, em Vila Velha, no Espírito Santo.

Quais são as ações de solidariedade realizadas pelo Instituto Medice?

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), também lamentou a perda e agradeceu a todos os voluntários que atuam, neste momento, no Estado gaúcho.

Quais foram as palavras de Eduardo Leite em relação à morte de Medice?

Veja também

  • Guaíba supera os 5 metros e prefeito de Porto Alegre faz apelo: ‘Que ninguém volte para casa’

  • Como doar para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul? Veja os canais oficiais

Por meio das redes sociais, muitas pessoas prestaram solidariedade ao companheiro dele, João Paulo Martins, especialista em medicina chinesa, que também atua no instituto.

Deixe seu comentário e mostre seu apoio à ação humanitária.

Obrigado por ler e se importar com a situação.


Por /


广告位火热招租中